Storia na mídia

Geração de experiências que culminem em vendas

Numa era em que as pessoas não desgrudam dos celulares, as marcas precisam criar experiências que devolvam a atenção dos consumidores ao mundo off-line. Afinal de contas, produtos precisam ser enxergados para, a partir disso, venderem. Momentos que gerem esse relacionamento, no entanto, não são fáceis de serem planejados e, muito menos, executados. Essa é, justamente, a abordagem da Storia Eventos e Projetos.

Criada por Beatriz Moraes e Karine Morais, a empresa se propõe a pensar em todas as fases de um evento corporativo. Da busca de investidores para que a ocasião realmente aconteça até as ações posteriores ao encontro, como acompanhamento de posts em redes sociais e na imprensa. E os contratantes ainda podem escolher por fechar o pacote completo ou por etapas. Entre elas, está a formulação do projeto, a venda e a realização.

Tanto Beatriz, formada em Administração de Empresas e Marketing, quanto Karine, da área da Publicidade e Propaganda, trabalharam por anos como funcionárias. A primeira foi gerente de Marketing do Jornal do Comércio nas últimas duas décadas; a outra coordenou a comunicação do governo do Estado. E era na hora de organizar eventos que se encontravam mais consigo mesmas.

A vontade de empreender no ramo culminou, no início de 2018, no pedido de demissão das duas. Afinal de contas, queriam dedicar toda a energia ao projeto próprio.
E, diferentemente do que imaginavam, o negócio começou com agenda lotada. Um dos grandes desafios do ano – e também motivo de orgulho – foram os projetos que desenvolveram para clientes na Expointer. Um deles foi o Pub do Queijo, do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindilat), e o outro foi a Casa JC.

“O evento é o momento em que a marca presencia a interação, prepara um cenário, desperta sentidos ao vivo”, destaca Karine. A empreendedora, inclusive, ressalta que, atualmente, o público é multiplicador de tudo que enxerga, graças ao Facebook e Instagram. “As pessoas comunicam ao mesmo tempo em que estão vivenciando”, diz ela.

E que marca não quer deixar uma boa impressão na internet? O evento, hoje, garantem as fundadoras da Storia, é potencializado para além de quem está presente. É um conteúdo que se dissemina. “A gente entrega ao cliente uma verdadeira ‘história'”, enfatiza Beatriz, ao se referir ao significado do nome.
A dupla trabalha com feiras, congressos, palestras, ativação de marcas e design de estandes. Elas definem o perfil da Storia como uma “realizadora” de projetos.
 

Bem frequentado

Beatriz Moraes conta que na Storia é utilizada uma ferramenta de Design de Experiência. A ideia é garantir que as pessoas realmente frequentem os eventos que seus clientes propõem. “Estudamos todos os passos para levar o público”, afirma ela. Até porque fazer um investimento e não aparecer ninguém gera a maior frustração, não é mesmo?

Onde foi produzido esse conteúdo?

Produção de conteúdo no 360

O bate-papo para a produção desta matéria ocorreu no recém-inaugurado 360 Poa Gastrobar, o restaurante de vidro (inclusive o piso!) que fica sobre o Guaíba, ao lado da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre.